Medicina


Os fatores de risco da síndrome de ardência bucal

Síndrome de ardência bucal é incomum. Contudo, o risco pode ser maior se:

Você é uma mulher
Você está na pós-menopausa
Você está em seu 50s, 60s ou até mesmo 70 anos.

Síndrome de ardência bucal geralmente começa espontaneamente, sem conhecido fator desencadeante. Mas alguns estudos sugerem que alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolver a síndrome de ardência bucal. Esses fatores de risco podem incluir:

Infecção do trato respiratório superior
Anteriores procedimentos odontológicos
As reacções alérgicas a alimentos
Medicamentos
Traumáticos eventos de vida
Estresse
Depressão

Complicações da síndrome de ardência bucal

Complicações que a queima de síndrome da boca podem causar ou estar associada a são principalmente relacionados ao desconforto. Incluem:

Dificuldade em adormecer
Depressão
Dificuldade para comer
Diminuição da socialização
Relações com deficiência

Prevenção da síndrome da boca ardente

Não há nenhuma maneira conhecida para evitar a síndrome da ardência bucal. Mas evitando tabaco, alimentos ácidos, alimentos picantes e bebidas carbonatadas, e estresse excessivo, você pode ser capaz de reduzir o desconforto da síndrome da ardência bucal ou prevenir o desconforto de ficar pior.